TSE adia julgamento sobre supostas campanhas antecipadas de Lula e Bolsonaro

Resultado de imagem para lula e bolsonaro

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) adiou o julgamento previsto para a noite desta terça-feira (14) de duas representações do MPE (Ministério Público Eleitoral) contra supostas propagandas antecipadas em favor do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) para as eleições presidenciais de 2018.

O adiamento foi anunciado pelo ministro Luiz Fux, que é vice-presidente do tribunal e presidia a sessão na noite desta terça depois que o ministro Gilmar Mendes deixou o plenário. Ele não informou o motivo da retirada de pauta e nem uma nova data para a apreciação das representações.

Lula e Bolsonaro lideram as pesquisas de intenção de voto e já anunciaram publicamente o interesse em concorrer ao Palácio do Planalto em 2018. Os casos a serem julgados no TSE se referem à divulgação na internet de vídeos que, na avaliação do MPE, fazem referência às candidaturas deles a presidente, antes do período permitido.

A defesa de Lula afirmou que os vídeos questionados não foram feitos pela equipe dele. Já Bolsonaro disse no início do mês que confia no julgamento e que não pode ser responsabilizado.

A legislação permite propaganda eleitoral somente a partir de 15 de agosto do ano do pleito e prevê multa de R$ 5 mil a R$ 25 mil para quem violar a restrição fazendo pedidos públicos de voto. Fonte: UOL

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: