Marco Aurélio revoga prisão domiciliar de irmã e primo de Aécio

Resultado de imagem para aecio

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello revogou a prisão domiciliar de Andrea Neves e Frederico Pacheco, irmã e primo do senador Aécio Neves (PSDB-MG). Os dois foram presos em 18 de maio, quando foi deflagrada a Operação Patmos da Polícia Federal (PF) com base na delação da JBS. Em 20 de junho, a Primeira Turma do Supremo relaxou a prisão deles, colocando-os em regime domiciliar.

Aécio e sua irmã são acusados de corrupção pelo pedido de R$ 2 milhões a Joesley Batista, dono da JBS. Em conversa gravada por Joesley, Aécio afirma que colocaria para pegar o dinheiro alguém que se pudesse “matar” antes de fazer delação.

Em ação controlada no âmbito da delação, Pacheco recebeu uma mala com R$ 500 mil de Ricardo Saud, delator da JBS. Parte dos recursos foram parar com Mendherson. Aécio sustenta que os recursos recebidos eram um empréstimo. Os demais acusados também negam prática de crime.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: